Rio Verde recebe uma das maiores barreiras ecológicas do Brasil

O Rio Verde, entre Varginha e Elói Mendes, ganhou uma barreira ecológica, um dispositivo feito com galões e redes de plástico que segura o lixo sólido e parte do esgoto jogado no rio, e facilita a retirada.

A barreira, instalada no sábado (13/06), é considerada uma das maiores do Brasil, com 92 metros de comprimento, montada por dezenas de voluntários do Coletivo Rio Verde Vivo, grupo de pessoas que realiza ações de proteção do manancial. Obedecendo regras de combate ao coronavírus, o grupo usou máscara e manteve o distanciamento, mesmo durante a instalação da barreira.

O novo dispositivo fica próximo à ponte, justamente para que o público possa ver a barreira e se conscientizar da quantidade de lixo jogado por 28 dos 31 municípios que formam a bacia do Rio Verde. a localização vai ajudar a reduzir a poluição também do Lago de Furnas. Esta é a quarta barreira ecológica construída pelo ambientalista Ronipeterson Landim, que já instalou outras em São Sebastião do Rio Verde, Itanhandú e Santana do Capivarí. A barreira instalada entre Varginha e Elói mendes já está funcionando, mas deve ter inauguração oficial nos próximos dias.

Repórter Estela Torres

Foto: www.eloimendes.mg.gov.br

Compartilhar no:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *