Ministério Público orienta que duas cidades da região não façam carnaval com dinheiro público

O Ministério Público de Minas Gerais recomendou aos prefeitos de Três Pontas e Santana da Vargem que os municípios não façam carnaval com dinheiro público.

A recomendação foi motivada pela crise financeira e por demandas da população das duas cidades como vagas em creches, medicamentos, exames médicos, transporte escolar e obras públicas, não atendidas pelas prefeituras que alegam falta de verbas. A promotoria não impede que os municípios realizem o carnaval, apenas orienta que não se use dinheiro público. As prefeituras podem ceder espaços para a realização de festas pela iniciativa privada.

O prefeito de Três Pontas, Luiz Roberto Laurindo Dias, divulgou nota afirmando que acata a recomendação do ministério público, apesar dela ser feita após o carnaval já estar todo preparado, com licitações realizadas e mobilização de profissionais e pediu que o Ministério Público tome providências diante da postura do governo do Estado que atrasa repasses financeiros aos municípios.

O prefeito de Santana da Vargem, Renato Teodoro da Silva, vai fazer uma reunião com representantes do Ministério Público para discutir uma forma de realizar o carnaval, que já está organizado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *